Palestras e campanha para conscientização sobre a prevenção do suicídio

A cada 40 segundos uma pessoa se mata. São quase 800 mil vítimas de suicídio por ano no mundo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), entre os jovens de 15 a 29 anos, o suicídio é a segunda causa de morte. No Brasil, as estatísticas também são assustadoras: A cada 45 minutos, um brasileiro comete suicídio. São 32 vidas perdidas por dia, segundo dados do Centro de Valorização da Vida (CVV). Mais: 90% dos suicídios poderiam ser evitados. Para discutir o assunto, tramitam na Alesp, dois projetos de lei de autoria do deputado Gil Lancaster (DEM), são eles: o projeto que institui o Programa de Combate e Conscientização sobre o jogo "Baleia Azul" nas Escolas do Estado de São Paulo (PL 247/2017) e o projeto que cria o Plano Estadual de Combate ao Suicídio (PL 1542/2015). "Devemos dar total atenção aos temas. São dois assuntos sérios que merecem muita reflexão. Se o ato do jogo "Baleia Azul" e do suicídio parecem violentos para quem está observando de fora, imaginem a intensidade do desespero interno de quem optou por essas atitudes prejudiciais à própria vida", afirma o deputado Lancaster. Para conscientizar os pais e os profissionais da área de saúde, o parlamentar quer realizar uma grande campanha no Estado para discutir sobre os dois problemas, além de realizar palestras sobre como identificar pacientes com quadro de depressão e outros transtornos, entre outras atividades. "Conto com a ajuda de vocês para juntos, revertermos essa triste realidade no nosso País", disse ele. Setembro Amarelo Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do problema no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Ocorre no mês de setembro, desde 2014, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla pulgação de informações. O movimento mundial foi criado pela Internacional Association for Suicide Prevention (IASP) para mostrar a importância de falar sobre o assunto, que é desconfortável para a maioria das pessoas e coincide com a data mundial de prevenção ao suicídio, dia 10 de setembro. Casos de suicídio O câncer, a AIDS e demais doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) há duas ou três décadas eram rodeadas de tabus e viam o número de suas vítimas aumentando a olhos nus. Foi necessário o esforço coletivo, liderado por pessoas corajosas e organizações engajadas, para quebrar esses tabus, falando sobre o assunto, esclarecendo, conscientizando e estimulando a prevenção para reverter esse cenário. Um problema de saúde pública que vive atualmente a situação do tabu e do aumento de suas vítimas é o suicídio. Pelos números oficiais, são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto e, por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas.
13/09/2017 (00:00)

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Notícias

Contate-nos

Escritório

Avenida Aclimação  422
-  Jardim Alvorada
 -  São José dos Campos / SP
-  CEP: 12240-570
+55 (12) 33083309+55 (12) 33034110+55 (12) 982070123
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.